Atenção

Fechar
Processando...
Área Restrita
Esqueceu a senha?
Esqueci a senha
Alterar senha

Petróleo amplia ganhos, ainda impulsionado por estoques favoráveis dos EUA

31/08/2018 | Dow Jones Newswires

Os contratos futuros de petróleo operam em alta na manhã desta quinta-feira, ampliando ganhos de cerca de 1,5% da sessão anterior e atingindo os maiores patamares desde o início de julho, ainda impulsionados pelos números mais recentes sobre os estoques dos EUA.

Ontem, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA sofreu queda de quase 2,6 milhões de barris na semana passada, bem maior do que a redução de 1 milhão de barris prevista por analistas. Além disso, o DoE apontou recuos inesperados nos estoques de gasolina e de destilados.

"Pela primeira vez desde a queda vista em 11 de junho, o Brent subiu acima de US$ 77 por barril ontem. A alta deve ter sido causada pelos dados de estoques dos EUA, principalmente porque sugerem demanda robusta", comentaram analistas do Commerzbank.

Às 8h32 (de Brasília), o barril do petróleo Brent para novembro subia 0,65% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 77,96, enquanto o do WTI para outubro avançava 0,58% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 69,91.

Investidores também esperam que as cotações subam ainda mais nos próximos meses, à medida que entrarem em vigor sanções dos EUA contra a indústria petrolífera do Irã, em novembro.

As exportações iranianas de petróleo já vêm diminuindo em ritmo mais forte do que o esperado. Funcionários da estatal National Iranian Oil estimam que os embarques da commodity recuarão para cerca de 1,5 milhão de barris por dia em setembro, ante 2,3 milhões de barris diários em junho.

Em maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu retirar seu país do acordo internacional de 2015 destinado a restringir o programa nuclear do Irã, abrindo o caminho para Washington restabelecer sanções contra o regime iraniano.